9.04.2009

EU MESMO



Onde está o menino que fui?
Está dentro de mim ou se foi?
Sabe que jamais o quis
e que tampouco me queria?
Por que andamos tanto tempo
crescendo para nos separarnos?
Por que não morremos os dois
quando a minha infância morreu?
E se minha alma se foi
por que me segue o esqueleto?

Pablo Neruda
Trad.: Ferreira Gullar

4 comentários:

Anônimo disse...

Que lindinho!
Beijos
Iara

Maria Taccari disse...

Su, muito fofinho. Olha o detalhe da gravatinha. hahaha

(l' excessive) disse...

Belo recuerdo e Neruda então, perfeitos!

Lee Swain disse...

Obrigado, meninas, vcs me mimam demais.... bjs