9.05.2009

JOÃO DO PULO



Vários cartunistas de Curitiba, entre eles eu, foram convidados a protestar contra a votação que impediu, em 1984, a aprovação das eleições diretas no Brasil, pintando outdoors cedidos pelas empresas de afixação.

Com a ajuda do Narbal (junto comigo na escada), pintei minha versão do João do Pulo, no caso, o João Figueiredo, saltando sobre uma urna com seu alazão.

Com o fim do sonho, restava ainda a eleição indireta, quando dois civis disputariam o cargo. Paulo Maluf (PDS) e Tancredo Neves (PMDB) foram os indicados. Com o apoio das mesmas lideranças das Diretas Já, Tancredo Neves venceu a disputa, mas não levou.
Foto: Daisy Rocha

5 comentários:

Iara disse...

Genial tua versão, o outdoor, e a foto! Que beleza!
Só pra constar: Lembra quem levou no lugar do Tancredo....Puizé.....
Beijos!

Bernardo Bolt Gregori disse...

Puizé... Quem levou continua levando... o Brasil no bico... Senhor de engenho... e nós, os escravos...

Bernardo Bolt Gregori disse...

Parabéns pelo outdoor!!!!!!!!!! E pela pose!!!!!!!

Abraço,

BBG

Anônimo disse...

Caraca TCHE!olha ai!
Desculpe( mania de paulista confundir curitibano com gaucho)
se tá perdendo tempo com agência.
És um cartunista dos bons, do tamanho deste outdoor,

Abraço

Fabio Taccari

Lee Swain disse...

VAleu Fábio, mas já aposentei o pincel. Ou a brocha. No bom sentido, é claro!