11.11.2009

HUNGRY MEN


Terça-feira, meio dia. Cibar e eu saímos decididos a devorar um bom hamburger. Onde ir? Pensamos de uma dezena de restaurantes, até que lembramos da Lanchonete da Cidade. Que eu aliás não conhecia, apesar da casa já ter mais de 5 anos. Decidido o local, avançamos a cavalaria.

Começamos bem. Serviço simpático. O garçom, que o Cibar insistiu em achar parecido com o amigo da Onça, era muito atencioso, sem ser puxa-saco.

Arquitetura anos 50, ar condicionado no último. Um chopinho enquanto escolhemos o sanduíche. Geladinho com bastante colarinho. Até aqui tudo bem.

Uma olhada em torno. Uma vitrine com ícones dos anos 70 nos deixou nostálgicos. Mug. Topo Gigio, disco dos Incríveis... mas não baixamos a guarda.

Chegou o hamburger. Ah, valeu a pena esperar. Pedi o meu com alho, queijo e tomate. O do Cibar com rúcula e não sei mais o quê. O pão francês extra large crocante, muito bom. Só errei ao pedir mal passado. Melhor seria ao ponto. Voltaremos com certeza.

fotos Lee Swain

2 comentários:

Eduardo P.L disse...

Topo Gigio e o Mug. Quem pode esquecer?

RUI disse...

Quem não é bobo, só pede chope com colarinho de palhaço. Abraços, Werneck